escritório de comunicação


Educação a serviço do desenvolvimento

Integrar a Universidade ao ecossistema social e produtivo é o objetivo do movimento PUCRS 360º

Dialogar com o setor produtivo e a sociedade é a busca da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Para isto, criou e implantou o movimento PUCRS 360º, programa sob medida para incentivar o desenvolvimento completo, integrado e interdisciplinar dos alunos diante do dinâmico mercado de trabalho. Os detalhes da proposta foram explicados pelo reitor Evilázio Teixeira, no Tá na Mesa desta quarta-feira (16), na Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul).

Segundo o reitor, as universidades precisam estar em contato com o ambiente profissional para entender suas reais necessidades para bem preparar os estudantes para as futuras demandas. “Nós queremos impactar no desenvolvimento da sociedade, criando uma interface produtiva entre universidade e mercado”, ressaltou.

A PUCRS vai investir o equivalente a R$ 13 milhões, nos próximos seis anos, em modificações práticas e estruturais para preparar os estudantes a serem “futuros empregadores e não empregados”. As novidades abordam quatro eixos: percursos formativos, que permite aos estudantes participação em atividades de outros cursos; educação integral, que visa a formação de cidadãos, além de profissionais; o campus repensado, com incentivo à inovação e ao empreendedorismo; e o aprender diferente, com novas formas de ensino e oportunidades de aprendizado.

Entre as metas desse modelo está a criação de 1000 startups em 10 anos e o incentivo ao retorno de ex-alunos para novos cursos, através da proposta de continuidade do estudo. Segundo o reitor, o grande sonho é transformar a universidade em um grande laboratório do Tecnopuc, que permita a experimentação e a formação completa dos estudantes. “Precisamos ir além e oferecer um ensino integral para que os futuros profissionais sejam capazes de desenvolver suas atividades dentro de parâmetros de excelência humana”, finalizou.

Ao falar sobre formas de ensino, o reitor ressaltou que a modalidade à distância vai crescer exponencialmente, dependendo apenas de investimentos por parte das instituições. Reforçou também que ensino técnico ainda não é valorizado da forma como deveria, principalmente olhando para o futuro, quando as profissões básicas serão fundamentais.

A presidente da Federasul, Simone Leite, aproveitou para reforçar a importância da parceria entre a PUCRS, a UFRGS e a Unisinos para promover ações de inovação de alto impacto na sociedade. “É uma satisfação ver a interação entre as universidades, principalmente diante da real necessidade de pensarmos e agirmos coletivamente em busca de soluções comuns”, reforçou.

 

16/05/2018 - fróes, berlato associadas

banco de imagens

confira as imagens do release,

nenhuma imagem disponível no momento
froes@froesberlato.com.br

empresa | equipe | clientes | contato

fróes, berlato associadas © 2009 - 2018

Rua Silva Jardim, 466/207 - Mont'Serrat - Porto Alegre/RS

(51) 3388-6847 / (51) 3388-6848