escritório de comunicação


O cidadão precisa se posicionar e exigir

Senadora gaúcha foi a convidada do Café Político, da Federasul

A Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul) e a Associação de Jovens Empresários de Porto Alegre (AJEPOA) promoveram nessa segunda-feira (14) um debate sobre temas da atualidade política. A convidada da segunda edição do Café Politico foi a senadora Ana Amélia Lemos que falou sobre o cenário eleitoral que o Brasil deve encontrar em outubro próximo – um dos mais importantes e concorrido pleito da história recente da democracia brasileira.

A senadora, que concorre nas próximas eleições a uma das duas vagas ao Senado do Estado disse que está “satisfeita com seu trabalho”. Segundo ela, quase 94% das emendas que foi autora chegaram nas demandas que as originaram. O Rio Grande do Sul foi beneficiado pelo gabinete de Ana Amélia em mais R$ 100 milhões de reais.

No âmbito da política gaúcha, a senadora defende o plebiscito, porém com um viés mais amplo, como “uma alternativa da democracia” lembrando que “deve ser esclarecedor ao povo”. Para ela, o cidadão precisa ser questionado sobre a importância e a qualidade dos serviços prestados. Cabe ao povo gaúcho dizer se está satisfeito com os serviços prestados pela Corsan (Companhia Rio-grandense de Saneamento); CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica); Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul) e demais estatais.

O povo precisa ter a consciência de que a “tutela” do Estado sobre a vida do contribuinte é algo do passado”, argumentou. A parlamentar é defensora de uma economia com o viés moderno, ou seja, sem a intromissão do Estado e com uma gestão eficiente e transparente.

O Café Político, feito sob medida para aproximar os jovens da política, recebeu convidados das duas entidades. Um dos assuntos foi o papel do povo nas próximas eleições. Ana Amélia foi taxativa e cobrou da sociedade brasileira sua participação. “Anular o voto é retrocesso. O cidadão deve defender o seu ponto de vista e agir com determinação: Eu quero isso e ponto”, enfatizou a senadora.

O empreendedorismo também foi pauta do Café Político e a senadora reconheceu os empresários gaúchos que decidiram permanecer e investir no Rio Grande do Sul. “É preciso valorizar os cases da nossa terra, do empresário que continua a investir, que gera emprego e renda, amplia suas dependências e utiliza mão de obra gaúcha. Não precisamos buscar no exterior, basta percorrer o Estado”, argumentou.

A senadora falou sobre o protagonismo da Federasul e destacou a gestão da presidente Simone Leite e sua diretoria nos posicionamentos sobre assuntos de importância para os mais variados setores da sociedade.

 

14/05/2018 - fróes, berlato associadas

banco de imagens

confira as imagens do release,

nenhuma imagem disponível no momento
froes@froesberlato.com.br

empresa | equipe | clientes | contato

fróes, berlato associadas © 2009 - 2018

Rua Silva Jardim, 466/207 - Mont'Serrat - Porto Alegre/RS

(51) 3388-6847 / (51) 3388-6848