escritório de comunicação


CACB propõe um pacto para vencer a crise

Só com a união de todos podemos vencer as instabilidades política e econômica, diz o presidente George Pinheiro, que também defendeu um novo Pacto Federativo

O presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil – CACB – George Pinheiro, propôs ontem um “Pacto de Sintonia com o Crescimento”, reunindo todas as forças vivas do País, para ajudar o Brasil sair da crise.  Para ele, que lançou a ideia nesta quarta-feira, no seu discurso de posse, em Brasíllia, o País não agüenta mais alimentar os privilégios da burocracia estatal e necessita com urgência de ajustes fiscais.

Estabilidade política para mudar o cenário e um novo Pacto Federativo  “para acabar com a guerra fiscal e garantir melhor divisão no bolo dos tributos a Estados e Municípios também foram defendidos”. O presidente da CACB garantiu ainda que a entidade está pronta para promover a mobilização nacional, aproveitando sua capilaridade nos 27 Estados do País, nas 2.300 Associações Empresariais, nos municípios e com seus mais de 2 milhões de filiados.

A posse festiva da nova gestão na CACB (2016-2018) foi prestigiada pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, representando a presidenta Dilma, por senadores, deputados e pelo presidente do Sebrae nacional, Afif Domingos, que valorizou a importância do empreendedorismo e da parceria do Sebrae com a CACB, em diversos projetos. Kassab falou sobre a importância do empreendedorismo jovem. “Identifico nas Associações Comerciais e Empresariais pontos fundamentais para o desenvolvimento e para a justiça social. Vejo nessas entidades o grande baluarte do Brasil.”

 No evento, compareceu também Fernando Teruó Yamada, presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e da União Nacional das Entidades de Comércio e Serviços (Unecs), entidade da qual a CACB é integrante.

George Pinheiro, do Acre, substitui o gaúcho José Paulo Dornelles Cairoli, na presidência da Confederação. No seu discurso de troca de comando, o atual vice-governador do Rio Grande do Sul, lembrou a importância da Confederação pelos seus 200 anos. Para Cairoli, “foi uma honra presidir uma entidade herdeira de uma história que inaugurou, na América Latina, a representação empresarial organizando, pela primeira vez, os comerciantes, na Bahia, em torno das mesmas causas. Somos reconhecidos nacionalmente como os legítimos representantes do associativismo”, disse.

Durante a cerimônia de posse, a CACB homenageou os ex-presidentes José Paulo Dornelles Cairoli (2009-2015), Alencar Burti (2005-2009), Joaquim Quintiliano da Fonseca Jr (1997-2001) e Guilherme Afif Domingos (1993-1997) com a Comenda VIII – Conde dos Arcos. A condecoração é dada àqueles que tenham contribuído de forma relevante para o desenvolvimento socioeconômico do país e do empresariado nacional.

O termo de posse foi lido pela presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Celina Leão. A cerimônia contou com a presença de mais de 400 convidados no centro de eventos do hotel Royal Tulip.

Discursos
Os cenários econômico e político do País deram o tom dos discursos de posse da nova diretoria da CACB, realizados nesta quarta-feira (24) no Centro de Eventos do Royal Tulip, em Brasília.

O presidente que chega, George Pinheiro, do Acre, propõe um Pacto para superar a crise, reunindo todas as forças vivas do País e o presidente que sai, José Paulo Dornelles Cairoli, do Rio Grande do Sul, enfatiza que a CACB, pela sua capilaridade, tem condições de mobilização urgente para promover este Pacto.

Clique aqui e leia o discurso de George Pinheiro na íntegra.

Clique aqui e leia o discurso de José Paulo Dornelles Cairoli na íntegra.

 

25/02/2016 - fróes, berlato associadas

banco de imagens

confira as imagens do release,

nenhuma imagem disponível no momento
froes@froesberlato.com.br

empresa | equipe | clientes | contato

fróes, berlato associadas © 2009 - 2017

Rua Silva Jardim, 466/207 - Mont'Serrat - Porto Alegre/RS

(51) 3388-6847 / (51) 3388-6848